JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

maio 08, 2012

Poetas - Florbela Espanca



Ai almas dos poetas 
Não as entende ninguém, 
São almas de violeta 
Que são poetas também. 

Andam perdidas na vida, 
Como estrelas no ar; 
Sentem o vento gemer 
Ouvem as rosas chorar! 

Só quem embala no peito 
Dores amargas secretas
É que em noites de luar 
Pode entender os poetas. 

 E eu que arrasto amarguras 
Que nunca arrastou ninguém 
Tenho alma para sentir 
A dos poetas também! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário