"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

junho 20, 2019

Nina Lago


Eu sou profunda demais para mergulhar em relações rasas
 nas quais as pessoas estão dispostas a oferecer. 
Busco por cumplicidade mútua,
 acredito no amor que vem da alma
 ultrapassando os desejos da carne, 
embora a combinação dos dois
 venha a ser absurdamente perfeita.
Uma onda crescente de relacionamentos efêmeros,
 sem valor emocional para ambas as partes. 
A banalização do sentimento
 é algo que vem sendo cada vez mais reproduzido,
 a descrença no amor tem se tornado cada vez mais natural,
 e coitados dos coitados
 que ousarem admitir sua crença
 em sentimentos verdadeiros e puros.
Cada vez mais os valores se perdem
 em um mundo extremamente guiado pelas riquezas materiais, 
onde está quase em extinção
as emoções
e os sentimentos verdadeiros,
 principalmente os mútuos.