JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

maio 25, 2012

Dois - Pablo Neruda



Dois... 
Apenas dois. 

Dois seres... 
Dois objetos patéticos. 

Cursos paralelos 
Frente a frente... 
...Sempre...
...A se olharem... 

Pensar talvez:
 “Paralelos que se encontram no infinito...”


 No entanto sós por enquanto.
 Eternamente dois apenas. 

15 comentários:

  1. Amor é a 2, sempre e para sempre...não existe outra fórmula para o Amor.

    Fantasias são boas para ser fantasiadas e não realizadas...fala a voz da experiência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi He Man faz tempo q vc não passava por aki, bom sua visita. Melhor suas palavras.

      Bjk@s

      Excluir
  2. Querida amiga,

    A soma por vezes resulta em subtração, porém esse impulso inquietante que nos leva a outros lábios em busca do para sempre, jamais é saciado, e assim, por vezes abatidos e feridos, continuamos a nossa senda infinda, por já termos sido envoltos no que um dia chamamos amor.

    Beijos com carinho com um obrigado por sempre postar um pedaço da sua alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLD SORCERER,

      Meu amigo tão kerido, suas palavras me tocaram o coração. Vc é uma raridade nesse mundinho tão loko. O q gosto mais na vida é o acaso. Nem lembro o dia q parei no seu blog e fiquei extasiada. Mas me lembro o dia resolvi ficar, estava escrito uma coisa assim... Não faço sexo 24 h do meu dia, kkkkk Achei o máximo!

      Bjk@s

      Excluir
    2. Quisera eu ter toda essa voracidade sexual, quem sabe assim o passado deixasse de ecoar em minha mente, e o presente fosse menos vazio.

      Também não recordo quando cheguei, porém a sua essência me cativou, e lentamente como os véus da dança sensual, foram sendo despidos os seus sentimentos, e pude admirar a grandeza do seu espírito, e esta deliciosa brisa que trás consigo, é como a esperança de um viver maior e mais belo.

      Beijos em você doce amiga, com todo o meu carinho.

      Excluir
    3. OLD vc é D+!
      Brigadinha por tudo,

      Bjos no seu <3

      Excluir
  3. Como sempre penso, a poetas que falam a nossa alma de tal jeito, que nada mais é necessário, e em momentos certos.
    Obrigada Sophys por me proporcionar esse prazer.

    Estou levando seu banner pra casa, ficou lindo.

    Beijos suculentos,
    Anita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Keridassssssssss da Casa de Anita!

      Já pedi pra Ayeska Ruivinha o banner de vcs pq não achei vou procurar de novo, afff

      Brigadinha pelo carinho!

      Bjk@s

      Excluir
  4. Mamys Sophys...

    Dois...para que mais???
    Sua filhot@, está recomeçando...sempre!

    E Neruda...Adoro o Neruda!!!

    Bjs doces carinhosos e saudosos, probleminhas para colocar em ordem, me atrasaram, mas, aqui estou!!!

    Ayesk@

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dois é muito bom!

      Filhot@!!! Eu tb estou meia loukinha mas devagar a gente consegue organizar tudo e ainda dá um colinho pra quem merece, rs

      BJOOOOOOOOOOOOOOOO

      Excluir
  5. Oi minha amada!!!

    Ah eu adoro Neruda, e aqui na tua casinha, adoro ainda mais rsrs.

    Miaubeijos repletos de carinho =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kitty,

      Minha casinha fica mais alegre com sua presença.

      Bjk@s

      Excluir
  6. Aaaaa Mamys...

    Esse texto do Pablo, leio , releio, sem parar...

    Adoro Neruda...o conheci através de um amigo...um amigo distante, mas, que uma vez foi muito especial para sua filhot@!!!

    Hoje encontrei alguém mais que especial...

    Mamys, dedinhos cruzadinhos para amanhã...saudades de voce e da maninh@, já passei no Blog dela...aquela danada!!!rsrs

    Textos deliciosos!!!

    Bjs doces carinhosos e saudosos, Mamys Sophys!!!

    Ayesk@

    ResponderExcluir
  7. Um sótão cheio de lembranças
    Escrevi no pó palavras sem nexo
    Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
    E senti ao toque o poder da ilusão

    Ilusões…
    Um cavalo de pau perdido ao carrocel
    Uma estola de um bicho qualquer
    Uma escultura talhada a cisel

    Uma foto a preto e branco
    De uma mulher sem rosto
    Uma janela virada para nenhum lado
    Uma traquitana a imitar o sol-posto

    Bom fim de semana

    Mágico beijo

    ResponderExcluir