JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

maio 08, 2012

As palavras - Eugênio de Andrade



São como um cristal, as palavras. 
Algumas, um punhal, um incêndio. 
Outras, orvalho apenas. 
 Secretas vêm, cheias de memória. 
Inseguras navegam:
 barcos ou beijos, as águas estremecem. 
 Desamparadas, inocentes, leves. 
Tecidas são de luz e são a noite.
 E mesmo pálidas verdes paraísos lembram ainda. 
 Quem as escuta? 
Quem as recolhe, assim, cruéis, desfeitas, nas suas conchas puras?

Nenhum comentário:

Postar um comentário