JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

janeiro 21, 2013

Expectativas e encantamento pelo BDSM - por Sophysticada Atrevida!

Minha primeira vez no The cave


"Uns dos momentos mais agradáveis que tenho, são quando posso trocar figurinhas com meus amigos e o assunto BDSM sempre vem à tona. Quando sou questionada o que me encantou no BDSM.
Respondo: foi à possibilidade de encontrar alguém pra cuidar de mim. Acredite se quiser os dominadores que conhecia sempre diziam isso: 'vou cuidar de você'. Eu acreditei!
Talvez porque tenha muitas responsabilidades, por alguns momentos não quero cuidar e sim ser cuidada. A liberdade de fetiches é outro atrativo delicioso. O experimentar sem pudores me deixa muito empolgadinha. Mas as coisas não funcionam bem assim, o cuidar por vezes é vago e a liberdade sexual pode ser um risco físico e emocional.


O perigo disso me atrai, me fascina, me leva a loucura. Desafia-me. Saber que tenho tantas possibilidades nas mãos é realmente muito excitante.
O que me entristece hoje no BDSM é a quantidade de gente que se diz Dominador(a) ou submissas(os). Conheço mais gente enrolando do que praticando. É uma loucura.
Detesto também, gente que quer o manual de como funciono, não querem nem ter o trabalho de me descobrir, conquistar . Querem tudo prontinho, não é bem assim querido! Relacionamento, qualquer um, é um dia após o outro. O que você pode conseguir é baseado em confiança e respeito, portanto atalho não serve pra nada.
Fico muito incomodada com as pessoas de má fé que se aproximam para satisfazer seus desejos mais mesquinhos. Os vampiros de plantão.


Nas experiências que tive ficaram momentos maravilhosos e outros tão igualmente doloridos. É bom salientar que tudo está em nossas mãos e por muitas vezes não queremos ver o que está realmente acontecendo, somos permissíveis.
Confesso que quando iniciei no BDSM tinha um deslumbre por usar coleira virtual... Achava lindo seu nome juntinho do "DoNo" para mim a importância "é" tão forte como a aliança.


Então surgiu meu primeiro DoNo, quis que procurasse irmã de coleira, me dava obrigações loucas, passei achar que tinha algo muito errado ali. Numa única noite troquei várias vezes de nick e por consequência coleira. Apelidei esse dominador de Sr. Abecedário sinceramente usei todas as letras do alfabeto com ele, pior q ele era tão deliciosamente envolvente que mesmo vendo algo errado eu não partia.
Vivenciei uma única sessão com ele e por vários motivos, fui me afastando gradativamente. Foi à primeira vez que senti a dor da abstinência do domínio psicológico. Foi muito difícil superar. Foi na contra mão de tudo isso que conheci outros dominadores e submissas, agora sim, estava sendo cuidada por amigos e amigas de grande importância até hoje na minha vida.


A vida nos leva por vários caminhos, percorremos com passadas firmes ou não, se envolver num mundo tão embriagante como o BDSM não é tarefa fácil. Exige de nós mesmo dedicação e conhecimento, reconhecer os perigos e os encantos. Sinto-me sempre no dever de auxiliar quem me pede ajuda e socorro quando preciso, foi à forma que encontrei de sobreviver.

Sim! Sou uma sobrevivente..."


By Sophys

5 comentários:

  1. A nossa vida constantemente nos prega peças, isso por que somos humanos e como tal, movidos por paixões. A paixão é algo que nos cega e nos tira o equilíbrio, deixando-nos em vislumbre, por ela traimos e somos traídos nas nossas certezas, é um motor de coisas impossíveis e nos faz ficar com os pés longe do chão. Somente com o tempo começamos a pensar e colocar as coisas no lugar, e então, somos pegos de surpresa por temos cometidos erros e enganos.
    Errado, mas é paixão e como toda a paixão, é volúvel.
    Mas ainda bem que para o certo, o tempo está a nosso favor e nos faz enxergar a realidade, só é preciso cuidar que esse tempo não seja tarde demais. Todavia no dia a dia, somos dominados e dominadores, faz parte de nós, a paixão nos faz assim!
    É assim na vida, nos nossos amores e no BDSM.
    Até hoje é isso que me mantém estática ao BDSM e prefiro ficar à margem, meu vislumbre fica por conta da minha curiosidade e da minha ansia em conhecer mais!
    BJOS
    Lena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lena,

      Vc é uma mulher ímpar!
      Obrigada por dividir seus pensamentos conosco. Nas entrelinhas me fascino com cada detalhe do q vc expressou.

      Menina vc é demais q sorte ter vc por perto.

      Bjooooo

      Excluir
  2. Olá Querida Sophys...
    Seu texto me fez refletir sobre todas as minha necessidades e anseios dentro da relação D/s... Sobre a necessidade de pesar, muito bem, quanto e como você deve entregar sua rendição a alguém... Obrigada... :)))... Beijokas sedutoras... Madame K...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kerida,

      Q bom, sabe q estava pensando está lá na THE CAVE, mas vou postar aki tb...
      Acho q tinha proposito,

      Bjooooo

      Excluir
  3. Lena, meu anjo lindo de viver!

    Assunto maravilhoso. Tenho tantas coisas pra falar que não poderia ser numa única resposta, já que as boas maneiras mandam que o comentário jamais ultrapasse o tamanho da postagem.
    Portanto, farei um post , deixe comigo.
    Mas, já adianto que, o Senhor Werther, meu Dono e meu Amor, não poderia cuidar melhor de mim do que cuida.
    Beijos, minha amada e bela amiga!

    {W_[amar yasmine]}

    ResponderExcluir