JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

março 02, 2016

Millôr Fernandes.


Incapaz de dominar suas mais mesquinhas paixões,
 sem controle do próprio egoísmo, tolo, 
tonto, sofrido, inseguro e criminoso, 
o homem lança suas derradeiras ambições para a posteridade, 
quando será imantado numa glória a que não assistirá,
 mitificado naquilo que nunca foi. 
E sua ânsia de nobreza é colocada em ser esplêndido em cinzas,
 faustoso em túmulos, 
solenizando a morte com incrível esplendor,
 transformando em cerimônia e pompa toda a estupidez de sua natureza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário