JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

maio 23, 2016

Caio Fernando Abreu


“É estranho quando as coisas simplesmente
 têm de terminar.
 É o estágio onde todos os sentimentos 
já evoluíram para um nada. 
É o nada que você optou para parar de sentir dor. 
No início você briga, chora, faz drama mexicano. 
Então percebe que é cansativo demais 
manter esse jeito de levar as coisas. 
Acostuma-se… 
Não que pare de doer,
 mas que cai no seu entendimento que às vezes
 perdemos algo e não há solução. 
No fim você coloca um sorriso no rosto 
e finge que é sincero, 
até que a vida o faça realmente ser. 
Talvez os amores eternos sejam amenos 
e os intensos, passageiros. 
É isso.”


8 comentários:

  1. O CFA tem uma sensibilidade aflorada.

    ResponderExcluir
  2. Os estados de alma são complicados de entender e/ou explicar... Será um caso desses a que se refere o texto?
    .
    Deixo cumprimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kerido Nuno,

      Cada leitura tem seu leitor portanto é única. Se vc gostou como eu pq explicar?

      Bjooooo

      Excluir
  3. O amor é algo de difícil explicação,. a não ser quando acaba, aí sabemos direitinho. Mas a vida, essa continua...
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força na peruca e siga em frente, rs

      Bjooooo

      Excluir
  4. Lindo Caio Abreu, excelente poeta.
    Levanto-te agorinha comigo para o meu cantinho (Por Onde Eu Tenho » » Múltiplas Overdoses de Orgasmos)

    Bjsssss da Leoa

    ResponderExcluir