JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

maio 29, 2013

Lya Luft



[...] Não digam que tenho livros a escrever
e viagens a realizar.
Não digam nada.

Pois eu vejo que o sol continua nascendo
aqui onde vim lamber minha ferida aberta.

(Mas não me consolem:
da minha dor, sei eu.)

The Cave


2 comentários:

  1. Sim, ninguém melhor que nós mesmo para sabermos a profundidade ou tamanho da nossa dor...

    beijos doces

    ResponderExcluir