JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

abril 01, 2012


"Nem especialmente alegre ou triste se precisa estar.
Ocorre como os chamados movimentos autônomos do corpo.
Sem aviso me apanho cantando:
...Atestam-te os meus olhos rasos d'água a dor que a tua ausência me causou....
São preciosos registros, farelos de ouro, retalho de pano bom. Me levanto para guardar, botar no cofre, certamente em vão, têm natureza de nuvem, passam. Você olha, acha bonito, mas segurar não pode. Sofro por causa do meu espírito de colecionador-arqueólogo. Quero pôr o bonito numa caixa com chave para abrir de vez em quando e olhar."

Adélia Prado

Nenhum comentário:

Postar um comentário