JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

maio 26, 2014

Chico Xavier/Emmanuel


O essencial não será tanto o que reténs. 
É o que dás de ti mesmo e a maneira como
Não é tanto o que recebes.
É o que distribuis e como distribuis.
Não é tanto o que colhes.
É o que semeias e para que semeias.
Não é tanto o que esperas.
É o que realizas.
Não é tanto o que rogas.
É o que aceitas. 
Não é tanto o que reclamas.
É o que suportas e como suportas.
Não é tanto o que falas.
É o que sentes e como sentes.
Não é tanto o que perguntas.
É o que aprendes e para que aprendes.
Não é tanto o que aconselhas.
É o que exemplificas.
Não é tanto o que ensinas.
É o que fazes e como fazes.

Em suma, na vida do espírito 
- a única vida verdadeira, 
o essencial não é o que parece. 
O essencial será sempre aquilo que É.


"Palavras são coisas perigosas. Elas têm um poder de engano infinito." Rubem Alves


"A mulher é como a tua sombra: se corres atrás dela, ela correrá à tua frente, se corres à frente dela, ela vem atrás de ti". Alfred de Musset


maio 25, 2014

"Não deixe portas entreabertas. Escancare-as ou bata-as de vez. Pelos vãos, brechas e fendas passam apenas semiventos, meias verdades e muita insensatez." Cecília Meireles


“Nunca se envergonhe se não puder conter suas lágrimas, pois são à elas concebido o divino direito da dor”. Ivan Teorilang


Noemi Prates


'' Eu não queria esquecer. 
Juro que nunca quis. 
Mas você foi sumindo, 
por conta própria, de todas as minhas memórias.
Cada atitude sua causava um borrão, 
neblina fina que aos
poucos cobriu toda luz que havia. ''

“Quanto mais sublimes forem as verdades mais prudência exige o seu uso; senão, de um dia para o outro, transformam-se em lugares comuns e as pessoas nunca mais acreditam nelas.” Nikolai Gógol


“Um pouco de desprezo economiza bastante ódio.” Jules Renard


''Não é o amor que sustenta o relacionamento, É o modo de se relacionar que sustenta o amor!'' Paulo Coelho


Ana Jácomo


Estou desconfiada de que a gente cresce
 quando começa a aprender, 
com o sentimento, 
muito além da retórica, 
a não permitir que uma desilusão 
ou outra nos afaste de nós mesmos 
e nem dos nossos sonhos mais bonitos. 
Estou desconfiada de que agente cresce 
quando é capaz de entender que estar vivo é perigoso,
 sim, é trabalhoso,
 sim, mas também é uma oportunidade rara e imperdível. 
Que há que se pagar o preço,
 se a ideia é ser feliz e inteiro[...] 

Dedinhos








Querido John


“Na maioria das noites,
 durmo preocupado com você. 
Me perguntando como você está por aí. 
A lua está cheia, o que me fez pensar em você.
 Pois sei que não importa o que estou fazendo, 
e onde estou, 
esta lua será sempre do mesmo tamanho da
 sua do outro lado do mundo.” 

"O amor não se deve somente queimar, mas também aquecer". Johann Goethe


"O conflito não é entre o bem e o mal, mas entre o conhecimento e a ignorância". Buda



Maria Submissa - The cave


A solidão da escrava incomoda, dói fundo, tanto pela falta de ser possuída quanto pela saudade de um tempo perdido.
Ela se esconde, se cala, chora sozinha pelos cantos, retraída em abandono, sem conseguir vislumbrar um tempo de novo desabrochar.
Angustiada, a escrava se isola, dorme sonos longos, sonha sonhos confusos, geme os gemidos de cadela sem Dono, se arrastando pelo chão em total desânimo.
As marcas da coleira ainda estão ali, em seu pescoço, em sua alma, em seu pensamento... Ela tem se esforçado, tem se lavado, esfregado com força, como se assim conseguisse tirá-las.
Passado esse tempo e distância, ela se anestesia com promessas fugazes, com efêmeras ilusões, com alegrias momentâneas de um novo pertencimento.
Mas o tempo é sombrio, longo, e ela gane, coração em desalinho, encolhida no chão... 

Maria Submissa

Hilda Hilst


Eu te pareço louca?
Eu te pareço pura?
Eu te pareço moça?
Ou é mesmo verdade
Que nunca me soubeste?


“Nossa existência não é mais que um curto circuito de luz entre duas eternidades de escuridão.” Vladimir Nabókov


"Aqui só existe o bem. Se você me deseja o mal, eu te desejo amor". Caio Fernando Abreu



maio 12, 2014

Afeto - Bibiana Benites



A gente sente quando é afeto.
 E desde a primeira vez foi. 
Ele chegou sendo: presença, lugar. 
Sentido. 
Aos poucos eu fui me tornando inteira ao lado dele. 
Eu fui me encontrando nele. 
E ele tomando forma em mim.
 Sendo em mim.
O destino quis que nossos caminhos se cruzassem. 
E nós assim o fizemos.


O fato é que com ele eu me compreendo, sem julgamentos. 

Eu enxergo as coisas de um ângulo jamais visto antes. 
Sentido antes. 
E eu sinto tanto.
 Eu sou tanto com ele. 
Talvez porque somos feitos da mesma atmosfera, das mesmas saudades.
 Da mesma vontade. 
Talvez tanta coisa. 
Talvez nada. 
Talvez uma história bordada de sinceridade. 
De dança.


Fomos um dia. 

E isso ninguém tira de nós. 


Mas decidimos não mais nos vermos.

 Decidimos que seria melhor seguirmos outros caminhos, 
ligados apenas por uma lembrança. 


E embora muita coisa mude (e é normal que isso aconteça), 

o meu sentimento por ele e o dele por mim, 
continuarão aqui.
 Ali. Dentro. 
Sendo colo. 
Sendo Poesia. 
Afeto. 
Amor-pitanga.
 Passe o tempo que for, a estação que for,
 os sorrisos que forem, 
o que significamos um para o outro será o sentimento do início. 
O mesmo que nos fez andar de mãos. 
E coração juntos. 


E assim estamos. 

Seguindo em frente.  
Eu e o moço. 
Separados pelo espaço, mas jamais pelo tempo. 
Ou pelo destino, nosso velho conhecido.