JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

janeiro 23, 2017

Consegue ficar parado ouvindo o Bruno Mars? - IMPOSSÍVEL


Music - 24K Magic 

...Known to give the color red the blues 💫



janeiro 20, 2017

O meu amor - Rodrigues Montanari@direitos autorais reservados


Existem coisas que não sabemos explicar, como acontece. 
Conhecemos pessoas, sem jamais imaginar quem seja. 
E, essa pessoa, mesmo distante, podemos nos apaixonar.
Conversamos, aparece tantas coisas em comuns, ficamos admirados, nos damos bem, nos queremos.
Começa a fluir algo encantador.
No início os cuidados pois, não sabes com quem falas. Mas, depois, logo nos revelamos um ao outro.
Contamos os dias, contamos as noites, para que a qualquer momento nos falarmos.
O tempo passa, coração acelerado, nos querendo nos ver, a cada vez que nos falamos.
E assim vai acontecendo.
Mas,nem tudo é tão perfeito, tão maravilhoso, tão fácil como pensamos.
O tempo vai passando, e vamos vendo que não é bem assim.
O tal encanto, vira desencanto.
Algumas pessoas parecem gostar de brincar com a outra, parece gostar de provocar sentimentos, criar expectativas, ser tão reveladora (será?) na entrega, e, depois recua.
Não diria que seria um decepção mas,diria que as pessoas,ainda, me surpreendem.
Isso é algo vivido por muitos, não é, somente, meu privilégio (e que privilégio).
Há muitos anos, não sei o que é encontrar um amor, o verdadeiro, o que lhe toca a alma. 
Mas, eu, sei que encontrei. Levei anos para encontrar e, sem mais nem menos, surgiu.
Mas, também, foi rápido.
Assim como surgiu, sumiu.
Deixou-me marcas, deixou-me feridas, deixou-me angústia, tristezas, e, fraquezas, por talvez não ter sabido tê-la.
Foi bom.
Me conheço, muito bem. Levarei anos não para curar as feriadas, angústias, etc.,mas, levarei anos para esquecer o tal amor.
Quem não viveu isso?

Sensível Demais - Jorge Vercillo



Hoje eu tive medo
De acordar de um sonho lindo
Garantir, reter, guardar essa esperança
Ando em paraísos descaminhos precipícios
Ao seu lado eu vejo que ainda sou uma criança

Sensível demais, eu sou um alguém que chora
Por qualquer lembrança de nós dois
Sensível demais, você me deixou e agora
Como dominar as emoções

Quando vem à tona todo amor que está por dentro
Chamo por teu nome em transmissão de pensamento
Longe a sua casa vejo a luz do quarto acesa
Não tem nada quando vaza que segure essa represa

Sensível demais, eu sou um alguém que chora
Por qualquer lembrança de nós dois
Sensível demais, você me deixou e agora
Como dominar as emoções?

Sensível demais, eu sou um alguém que chora
Por qualquer lembrança de nós dois
Sensível demais, você me deixou e agora
Como dominar as emoções?

...Eu sou um alguém que chora
Por qualquer lembrança de nós dois
Sensível demais, você me deixou e agora
Como dominar as emoções?

"A inteligência é o único meio que possuímos para dominar os nossos instintos". Sigmund Freud





O tempo não cura tudo alias o tempo não cura nada...



janeiro 18, 2017

Um passo à frente e você não está mais no mesmo lugar...


Perguntaram a um mestre sufi o que era o perdão. Ele respondeu: "É a fragrância que a flor doa quando cortada".


Tento todo dia me convencer de que certos afastamentos, por mais dolorosos que sejam, servem para evitar dores maiores.


Dica de moda: Meias 7/8
















Almeida Lucius™ 08/11/2016



Não se recusa um convite assim, alimento
De buceta lisa teu gozo, faz condimento
Abre-se a mesa, bebo vinho dedilho e argumento
Faço de ti prato principal depois o cu num lamento
Quero ser eu a lamber e abrir e você a pedir talento
Daquele que o útero se incha e os lábios movimento
Espasmódicos de gozo completo e gemidos sem ferimento
Vem não desça da mesa, pois o jantar é livramento
Onde tu podes ser sincera e aguda sem sofrimento
Deixe a libido e o mel correr par teu cu nascimento
Minha boca vai sorver da buceta e língua enfiar aposento
No teu rabo melado e bem devagar sentir o aperto alento
La farei tudo sem sair da mesa, pernas abertas minha boca
Teu assento

Almeida Lucius™
08/11/2016


"Lembro minha submissão absoluta. Não ao homem. Ao amor." Pagu



janeiro 03, 2017

Fui entrevistada pelo Eros


Gentemmmm!

O Eros me convidou para uma entrevista se quiser conferir 


Fofoca:

Fui convidada para escrever lá no blog dele, me aguarde!!!

Sophys