JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

agosto 27, 2016

"É acreditando nas rosas que as fazemos desabrochar". Anatole France





Sophy _ Ulisses Reis®



Sophy

Mesmo por muito ausente, vem aqui e sente
Mesmo o tempo fugindo não pense não te esqueço
Sophy na areia da praia Sticada para mim é fervente
Então nesta volta venho poetizar e que seja hoje
Como uma festa de 25 de Abril tuas coxas lindas sem preço
Em Portugal Revolução dos Cravos pra ti rosas eu ofereço

06/02/06
Para Sophysticada

agosto 22, 2016

"De todos os jogos, o do amor é o único capaz de transtornar a alma e, ao mesmo tempo, o único no qual o jogador se abandona necessariamente ao delírio do corpo". Marguerite Yourcenar



Salto Agulha II






Bocas q pedem q sussurram, imploram mais...








"menina muda, convertida em mulher já se perfuma" Buson







Muita Paz em todos os Corações.


Uma prece é um pouquinho da alma que clama por ajuda ou que reconhece a força divina nos momentos em que passa por uma atribulação ou quando tem o coração cheio de alegria.
A oração nasce, portanto, das condições extremas de fragilidade humana e pode surgir tanto quando há felicidade, como quando há dificuldade.
Uma oração agradece, invoca, reconhece, suplica, louva. E todas as formas de prece, por maior que seja a sua variedade e por mais crenças diferentes que existam, permitem transcender o limite das palavras para entrar na essência real da fé.
O poder das palavras é incontestável e toda a prece é composta por palavras plenas de forte significado. As orações como o Pai- Nosso, cuja a composição segue as fórmulas de um conhecimento espiritual muito profundo, cuja a sabedoria provém de fontes milenares, faz parte do grupo de preces preciosas, que se encontram em todas as crenças bem estruturadas.
Essas preces têm sentido permanente, pois entram na sede do pensamento e ali colocam a sua semente de luz. A esse tipo de influência positiva poucas mentes conseguem fechar-se.
As orações dos salmos estão nesse grupo. Mesmo que uma oração desse tipo seja repetida mecanicamente,o seu poder é tal que concretiza modificações energéticas significativas.
Mas não é só nesta característica que reside a força das orações. O seu poder vai mais longe.
Podemos considerar a prece como o selo que estabelece uma aliança com Deus, fazendo do momento de devoção um ato sagrado, no qual o ser humano adquire o direito de receber um dom divino, caso haja sinceridade nas suas intenções.
Também podemos afirmar que é através da prece que a perfeita comunhão com Deus é alcançada, sendo este o meio pelo qual o amor de Cristo invade a alma.
Essa é a conversão do coração, que altera condições passadas e enche de bênçãos os dias futuros

"O Amor... Cecília Meireles


"O Amor...

É difícil para os indecisos.
É assustador para os medrosos.
Avassalador para os apaixonados!
Mas, os vencedores no amor são os
fortes.
Os que sabem o que querem e querem o que têm!
Sonhar um sonho a dois,
e nunca desistir da busca de ser feliz,
é para poucos!!"

"O maior líder é aquele que reconhece sua pequenez, extrai força de sua humildade e experiência da sua fragilidade". Augusto Cury

A VOZ DO SILÊNCIO - MARTHA MEDEIROS



Paula Taitelbaum é uma poeta gaúcha que acaba de lançar seu segundo livro, Sem Vergonha, onde encontrei um poema com apenas dois versos que diz assim: "Pior do que uma voz que cala/É um silêncio que fala". Simples. Rápido. E quanta força. Imediatamente me veio a cabeça situações em que o silêncio me disse verdades terríveis, pois você sabe, o silêncio não é dado a amenidades. Um telefone mudo. Um e-mail que não chega. Um encontro onde nenhum dos dois abre a boca. Silêncios que falam sobre desinteresse, esquecimento, recusas. Quantas coisas são ditas na quietude, depois de uma discussão. O perdão não vem, nem um beijo, nem uma gargalhada para acabar com o clima de tensão. Só ele permanece imutável, o silêncio, a ante-sala do fim. É mil vezes preferível uma voz que diga coisas que a gente não quer ouvir, pois ao menos as palavras que são ditas indicam uma tentativa de entendimento. Cordas vocais em funcionamento articulam argumentos, expõem suas queixas, jogam limpo. Já o silêncio arquiteta planos que não são compartilhados. Quando nada é dito, nada fica combinado. Quantas vezes, numa discussão histérica, ouvimos um dos dois gritar: "diz alguma coisa, diz que não me ama mais, mas não fica aí parado me olhando". É o silêncio de um mandando más notícias para o desespero do outro. É claro que há muitas situações em que o silêncio é bem-vindo. Para um cara que trabalha com uma britadeira na rua, o silêncio é um bálsamo. Para a professora de uma creche, o silêncio é um presente. Para os seguranças dos shows do Sepultura, o silêncio é uma megasena. Mesmo no amor, quando a relação é sólida e madura, o silêncio a dois não incomoda, pois é o silêncio da paz. O único silêncio que perturba é aquele que fala. E fala alto. É quando ninguém bate a nossa porta, não há recados na secretária eletrônica e mesmo assim você entende a mensagem.

Terceiro Amor - Francis Hime



O primeiro amor já passou
O segundo amor já passou
Como passam os afluentes
Como passam as correntes
Que desencontram do mar
Como qualquer atitude
Também passa a juventude
Que nem findou de chegar.

Como passam as gaivotas
Como passam as derrotas
Ilusões de pedra e cal
Como passam os perigos
E tantos muitos amigos
Sem deixar nenhum sinal.

como passam os conselhos
Como passam os espelhos
Fantasias carnavais
Inocências perdidas
Como passam avenidas
Corredores, temporais
A correnteza dos rios
Como passam os navios
E a gente acena do cais.