JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

outubro 05, 2015

Franz Kafka



"É bom quando nossa consciência sofre grandes ferimentos,
 pois isso a torna mais sensível a cada estímulo. 
Penso que devemos ler apenas livros que nos ferem, 
que nos afligem. 
Se o livro que estamos lendo não nos desperta como um soco no crânio, 
por que perder tempo lendo-o? 
Para que ele nos torne felizes, como você diz? 
Oh Deus, nós seríamos felizes do mesmo modo se esses livros não existissem.
 Livros que nos fazem felizes poderíamos escrever nós mesmos num piscar de olhos.
 Precisamos de livros que nos atinjam como a mais dolorosa desventura, 
que nos assolem profundamente 
– como a morte de alguém que amávamos mais do que a nós mesmos
 –, que nos façam sentir que fomos banidos para o ermo, para longe de qualquer presença humana
 – como um suicídio. 
Um livro deve ser um machado para o mar congelado que há dentro de nós".

4 comentários:

  1. O "bom velho" Kafka,sempre com belos pensamentos,um dos meus favoritos,amiga.

    Beijooooo meu

    ResponderExcluir
  2. Deve ser um bom livro!
    Gostei de ler

    Sou nova neste blogue, gostava que me fizesse uma visita. Obrigada

    Aqui:-http://anseiosedevaneiossexuais.blogspot.pt/
    Beijos- Dalila Lopez

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, vou lá participar seja bem vinda!!!!


      Bjooo

      Excluir