JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

novembro 29, 2012

No escuro e vendo - Frejat


Quando madrugar eu vou estar acordado
esperto,certo, de olhos abertos ao seu lado
eu vou guardar seu sono a noite inteira

Eu vou olhar você,não vou parar de olhar
a noite inteira serei a sua sentinela
vou atravessar a madrugada


Eu vou deixar a luz apagada
só olhando pra você
olhando pra você e vendo só você
no escuro e vendo
no escuro e vendo
no escuro e tendo a noite toda pra te ver
Eu vou fechar a cortina
eu vou abrir a retina devagar

E quando madrugar eu vou estar acordado
e quando amanhecer eu vou estar ao seu lado
desperto,vendo seus olhos fechados.



novembro 27, 2012

Cecília Meireles



"Permita que eu feche os meus olhos,
pois é muito longe e tão tarde!
Pensei que era apenas demora,
e cantando pus-me a esperar-te.
Permita que agora emudeça:
que me conforme em ser sozinha.
Há uma doce luz no silencio,e a dor é de origem divina.
Permita que eu volte o meu rosto para um céu maior que este mundo,
e aprenda a ser dócil no sonho como as estrelas no seu rumo"
Cecília Meireles

O Quereres - Caetano Veloso



Onde queres revólver, sou coqueiro
E onde queres dinheiro, sou paixão
Onde queres descanso, sou desejo
E onde sou só desejo, queres não
E onde não queres nada, nada falta
E onde voas bem alto, eu sou o chão
E onde pisas o chão, minha alma salta
E ganha liberdade na amplidão

Onde queres família, sou maluco
E onde queres romântico, burguês
Onde queres Leblon, sou Pernambuco
E onde queres eunuco, garanhão
Onde queres o sim e o não, talvez
E onde vês, eu não vislumbro razão
Onde o queres o lobo, eu sou o irmão
E onde queres cowboy, eu sou chinês

Ah! Bruta flor do querer
Ah! Bruta flor, bruta flor

Onde queres o ato, eu sou o espírito
E onde queres ternura, eu sou tesão
Onde queres o livre, decassílabo
E onde buscas o anjo, sou mulher
Onde queres prazer, sou o que dói
E onde queres tortura, mansidão
Onde queres um lar, revolução
E onde queres bandido, sou herói

Eu queria querer-te amar o amor
Construir-nos dulcíssima prisão
Encontrar a mais justa adequação
Tudo métrica e rima e nunca dor
Mas a vida é real e é de viés
E vê só que cilada o amor me armou
Eu te quero (e não queres) como sou
Não te quero (e não queres) como és

Ah! Bruta flor do querer
Ah! Bruta flor, bruta flor

Onde queres comício, flipper-vídeo
E onde queres romance, rock in roll
Onde queres a lua, eu sou o sol
E onde a pura natura, o inseticídio
Onde queres mistério, eu sou a luz
E onde queres um canto, o mundo inteiro
Onde queres quaresma, fevereiro
E onde queres coqueiro, eu sou obus

O quereres e o estares sempre a fim
Do que em mim é em mim tão desigual
Faz-me querer-te bem, querer-te mal
Bem a ti, mal ao quereres assim
Infinitivamente pessoal
E eu querendo querer-te sem ter fim
E, querendo-te, aprender o total
Do querer que há, e do que não há em mim



JOSÉ - Carlos Drummond de Andrade


E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
e agora, Você?
Você que é sem nome,
que zomba dos outros,
Você que faz versos,
que ama, protesta?
e agora, José?

Está sem mulher,
está sem discurso,
está sem carinho,
já não pode beber,
já não pode fumar,
cuspir já não pode,
a noite esfriou,
o dia não veio,
o bonde não veio,
o riso não veio,
não veio a utopia
e tudo acabou
e tudo fugiu
e tudo mofou,
e agora, José?

E agora, José?
sua doce palavra,
seu instante de febre,
sua gula e jejum,
sua biblioteca,
sua lavra de ouro,
seu terno de vidro,
sua incoerência,
seu ódio, - e agora?

Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora?

Se você gritasse,
se você gemesse,
se você tocasse,
a valsa vienense,
se você dormisse,
se você cansasse,
se você morresse...
Mas você não morre,
você é duro, José!

Sozinho no escuro
qual bicho-do-mato,
sem teogonia,
sem parede nua
para se encostar,
sem cavalo preto
que fuja do galope,
você marcha, José!
José, para onde?

Carlos Drummond de Andrade

novembro 26, 2012

Amar - Máro Quintana



 Fechei os olhos para não te ver
e a minha boca para não dizer...
E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada nasceram sussurros
e palavras mudas que te dediquei...
O amor é quando a gente mora um no outro.
Máro Quintana

novembro 25, 2012

"Guarda-Me, Como a Menina dos seus Olhos. Ela é a Tal, Sei que Ela pode ser Mil, Mas não existe outra igual". Chico Buarque


Umas fragilidades são visíveis outras não...


"O amor não se vê com os olhos mas com o coração". William Shakespeare


"Viver é fácil com os olhos fechados..."
John Lennon


"Há mais perigo em teus olhos do que em vinte espadas!"
William Shakespeare


"Viver sem filosofar é o que se chama ter os olhos fechados sem nunca os haver tentado abrir".
René Descartes


“Também acho uma delícia quando você esquece os olhos em cima dos meus.”
Chico Buarque


"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos".
Antoine de Saint-Exupéry


"Dirão, em som, as coisas que, calados,no silêncio dos olhos confessamos?"
José Saramago


"Atravesso o presente de olhos vendados,mal podendo pressentir aquilo que estou vivendo...
Só mais tarde,quando a venda é retirada,percebo o que foi vivido e compreendo o sentido do que se passou..."
Milan Kundera


"A verdade é que não te amo com os meus olhos que veem em ti mil defeitos;
Mas com o meu coração que ama o que os olhos desprezam."
William Shakespeare


'' ... Se meus olhos mostrassem a minha alma, todos, ao me verem sorrir, chorariam comigo ... ''
Kurt Cobain


"Para ver muita coisa é preciso despregar os olhos de si mesmo".
Friedrich Nietzsche


"O amor é cego, a amizade fecha os olhos".
Blaise Pascal

"O mundo já caiu, só me resta dançar sobre os destroços". Clarice Lispector









novembro 24, 2012

Kahlil Gibran


"Sinto-me como uma semente no meio do inverno, 
sabendo que a primavera se aproxima.
 O broto romperá a casca e a vida que ainda dorme em mim
 haverá de subir para a superfície, 
quando for chamada. 
O silêncio é doloroso,
 mas é no silêncio que as coisas tomam forma,
 e existe momentos em nossas vidas
 que tudo que devemos fazer é esperar. 
Dentro de cada um, 
no mais profundo no ser, 
está uma força que vê e escuta 
aquilo que não podemos ainda perceber. 
Tudo o que somos hoje nasceu daquele silêncio de ontem. 
Somos muito mais capazes do que pensamos. 
Há momentos em que a única maneira de aprender 
é não tomar qualquer iniciativa, não fazer nada. 
Porque, mesmo nos momentos de total inação, 
esta nossa parte secreta está trabalhando e aprendendo.
 Quando o conhecimento oculto na alma se manifesta, 
ficamos surpresos conosco mesmos, 
e nossos pensamentos de inverno se transformam em flores, 
que cantam canções nunca antes sonhadas. 
A vida sempre nos dará mais do que achamos que merecemos".
(Kahlil Gibran)

The CAVE- Tem Sophys lá...



Pois é galera a gente esbarra com pessoas incríveis por esse mundo virtual é a Kerida Pérsefone, é uma dessas pessoas q respeitam todas os opiniões.
Então vivi meu momento de estrela lá no The Cave.
Aproveite e dê uma boa olhadinha nesse espaço tem muita coisa interessante.

By Sophys


Hj me deu uma vontade de chorar
Pelos momentos q vivi 
Pelo meu orgulho tolo
Por amar em silêncio
Pelo sorriso triste
Pela lágrima q escorre
Pelo amigo q sofre 
Pela distância
Pela sorte ou azar te esbarrar com vc...
Por machucar 
Pela ferida q não cicatriza
Deixe-me aqui no meu canto 
onde meus pensamentos 
me fazem tão bem...
Tristeza é um nuvem q passa logo 
 no meu mundo tenho muitas cores pra ver
Não permito o cinza.

By Sophys

"A amizade é sempre uma doce responsabilidade,nunca uma oportunidade". kahlil Gibran


novembro 23, 2012

Apesar de você - Chico Buarque...


Hoje você é quem manda
Falou, tá falado
Não tem discussão, não
A minha gente hoje anda
Falando de lado e olhando pro chão
Viu?
Você que inventou esse Estado
Inventou de inventar
Toda escuridão
Você que inventou o pecado
Esqueceu-se de inventar o perdão

Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia
Eu pergunto a você onde vai se esconder
Da enorme euforia?
Como vai proibir
Quando o galo insistir em cantar?
Água nova brotando
E a gente se amando sem parar

Quando chegar o momento
Esse meu sofrimento
Vou cobrar com juros. Juro!
Todo esse amor reprimido
Esse grito contido
Esse samba no escuro

Você que inventou a tristeza
Ora tenha a fineza
De "desinventar"
Você vai pagar, e é dobrado
Cada lágrima rolada
Nesse meu penar

Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia
Ainda pago pra ver
O jardim florescer
Qual você não queria

Você vai se amargar
Vendo o dia raiar
Sem lhe pedir licença

E eu vou morrer de rir
E esse dia há de vir
Antes do que você pensa
Apesar de você

Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia
Você vai ter que ver
A manhã renascer
E esbanjar poesia

Como vai se explicar
Vendo o céu clarear, de repente
Impunemente?
Como vai abafar
Nosso coro a cantar
Na sua frente
Apesar de você

Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia
Você vai se dar mal, etc e tal
La, laiá, la laiá, la laiá




novembro 21, 2012

“A meditação me ajuda a sentir a forma e a textura da minha vida interior. Aqui, no silêncio, eu posso começar a saborear o que os budistas chamariam de minha verdadeira natureza, o que os judeus chamam de calma, suave voz, e o que os cristãos chamam de Espírito Santo.” Wayne Muller


João Ubaldo Ribeiro


Não, chega de baixo astral. 
Hoje não vou reclamar de nada, 
nem criticar o que quer que seja. 
Cansa um pouco, 
esse negócio de falar sempre em ladroagem, 
safadagem, malandragem e pilantragem,
 para não mencionar outros membros da numerosa 
e expressiva família. Agem. 
Correndo o risco de desagradar algumas das minhas coroas da Ataulfo de Paiva 
- as meninas que sempre me exortam a descer o malho "neles" e me brandem sombrinhas 
quando eu não faço
- vou mudar de foco, 
nem que seja uma vezinha só"

João Ubaldo Ribeiro escritor escrevendo Comemorando para o jornal O Globo

novembro 20, 2012

“Viver é enfrentar um problema atrás do outro. O modo como você o encara é que faz a diferença.” Benjamin Franklin


“Aquele que não pode perdoar destrói a ponte sobre a qual ele mesmo deve passar.” George Herbert


"No amor, fiquem juntos, mas não tão juntos, pois os pilares do templo ficam bastantes afastados e o carvalho e o cipreste não crescem um na sombra do outro". Kahlil Gibran


SEJA - Paulo Leminski


Objeto
de meu mais desesperado desejo
não seja aquilo
por quem ardo e não vejo

seja estrela que me beija
oriente que me reja
azul amor beleza

faça qualquer coisa
mas pelo amor de deus
ou de nós dois

SEJA
Paulo Leminski

"A minha independência tem algemas". Manoel de Barros













Mario Quintana



As tuas mãos grossas veias como cordas azuis
sobre um fundo de manchas já cor de terra
- como são belas as tuas mãos
pelo quanto lidaram, acariciavam ou fremiam da nobre cólera dos justos...
Porque há nas tuas mãos, meu velho pai, essa beleza que se chama simplesmente vida.
E, ao entardecer, quando elas repousam nos braços da cadeira predileta,
uma luz parece vir de dentro delas...
Virá dessa chama que pouco a pouco, longamente,
vieste alimentando na terrível solidão do mundo.
Como quem junta gravetos e tenta acendê-los contra o vento?
Ah! Como os fizestes, arder, fulgir, como o milagre de suas mãos!
E é ainda, a vida que transfigura as tuas mãos nodosas...
essa chama de vida - que transcende a própria vida
...e que os Anjos, um dia, chamarão de alma.

Mario Quintana