JellyPages.com
"É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo". Clarice Lispector

Seguidores

novembro 27, 2011

"Quem anda no trilho é trem de ferro, sou água que corre entre pedras: liberdade caça jeito." Manoel de Barros

"(...)Por isso eu acho que a gente se engana, às vezes. Aparece uma pessoa qualquer e então tu vai e inventa uma coisa que na realidade não é. E tu vai vivendo aquilo, porque não agüenta o fato de estar sozinho. " (Caio Fernando Abreu)

Fernando Pessoa


"Quando eu tiver setenta anos
então vai acabar esta minha adolescência
vou largar da vida louca
e terminar minha livre docência
vou fazer o que meu pai quer
começar a vida com passo perfeito
vou fazer o que minha mãe deseja
aproveitar as oportunidades
de virar um pilar da sociedade
e terminar meu curso de direito
então ver tudo em sã consciência
quando acabar esta adolescência."

Paulo Leminski


"Que te dizer? Que te amo, que te esperarei um dia na rodoviária, num aeroporto, que te acredito, que consegues mexer dentro de mim? É tão pouco. Não te preocupa. O que acontece é sempre natural - se a gente tiver que se encontrar, aqui ou na China, a gente se encontra. Penso em você principalmente como minha possibilidade de paz - a única que pintou até agora, “nesta minha vida de retinas fatigadas”. E te espero. E te curto todos os dias. E te gosto. Muito."

(Caio Fernando Abreu)

‎"O destino lhe atira uma faca. Cabe a você decidir se a pegará pelo cabo e a usará a seu favor ou se a pegará pela lâmina e se cortará."

Raul Seixas

'Esperar dói. Esquecer dói. Mas não saber se deve esperar ou esquecer é a pior das dores.' (Caio Fernando Abreu)

Q seja doce...

“Então, que seja doce. Repito todas as manhãs,
ao abrir as janelas para deixar entrar o sol ou o cinza dos dias,
bem assim, que seja doce.. repito sete vezes para dar sorte:
que seja doce que seja doce que seja doce e assim por diante.
Mas, se alguém me perguntasse o que deverá ser doce, talvez não saiba responder.
Tudo é tão vago como se fosse nada.” .

Caio Fernando Abreu .

novembro 23, 2011

Cadê Você - C. Buarque/J. Donato


Me dê noticia de você
Eu gosto um pouco de chorar
A gente quase não se vê
Me deu vontade de lembrar

Me leve um pouco com você
Eu gosto de qualquer lugar
A gente pode se entender
E não saber o que falar

Seria um acontecimento
Mas lógico que você some
No dia em que o seu pensamento
Me chamou

Eu chamo o seu apartamento
Não mora ninguém com esse nome
Que linda a cantiga do vento
Já passou

A gente quase não se vê
Eu só queria me lembrar
Me dê noticia de você
Me deu vontade de voltar

A força do silencio



Tenho aprendido com a vida, nem sempre de maneira fácil e indolor, que embora as palavras precisem ser usadas de forma correta para serem bem interpretadas e eficazes, o poder do silêncio é, talvez, muito maior do que a força que elas possam ter.

Falar com alguém ajuda, quando o outro está pronto pra receber o que lhe dizemos e disposto a nos ouvir. Quando nos antecipamos a isto, ao invés de ajudarmos, estaremos, sem querer, construindo uma barreira de antagonismo que vai nos afastar ainda mais dele.

Já, ouvir o outro, colocando-nos em silêncio o mais possível, numa atitude interessada e presente, ajuda muito, a qualquer um que de nós se aproxime. Esta atitude constrói pontes entre eu e o meu companheiro de bate-papo. Existe coisa mais confortante do que ser escutado atenciosamente por alguém em quem confiamos?

Aquele que escuta precisa ser humilde o suficiente para compreender e acreditar que todas as pessoas merecem crédito, embora às vezes não pareça. Necessita respeitar as diversas opiniões e formas de viver que existem, num mundo onde cada pessoa é um universo único e rico de experiências nem sempre semelhantes às nossas.

Quem escuta se conserva em silêncio, mas precisa abrir o coração para aquele que está se entregando a ele, na esperança de ser compreendido, aceito e estimulado, muitas vezes.

Assim, falar sempre não nos leva a bons resultados. O silêncio pode tomar o lugar de uma quantidade enorme de palavras que não precisariam ser ditas, ou não deveriam sê-lo, respeitando-se a situação emocional de quem nos fala.

E está tão difícil a gente encontrar alguém que se disponha a nos ouvir... Apenas isto. Muitas vezes precisamos pagar a um terapeuta, para que isto aconteça em nossas vidas.

A beleza do silêncio, a força que se encerra nele, quando vivemos numa sociedade tão barulhenta, tão violentamente ruidosa, é considerável!

Para sermos reconhecidos como pessoas inteligentes, que valem alguma coisa, muitas vezes falamos, discutimos, declaramos o que sabemos sobre os mais variados assuntos e neste falatório sem fim, nos percebemos sustentando opiniões até antagônicas à nossa verdadeira forma de ser, apenas para que inteligentemente possamos ganhar uma discussão... Com o prejuízo, muitas vezes, de uma amizade, que naquele momento se desfaz, ou fica abalada, o que não aconteceria se pudéssemos nos conservar em silêncio.

Silenciar também é uma forma de resposta. Quando seríamos agressivos demais falando, o silêncio nos poupa de dissabores futuros. Sorrindo, no silêncio, podemos acalentar, talvez, muito mais alguém, do que discorrendo todas as nossas teorias sobre qualquer assunto.

E o silêncio está em falta! Em torno de nós, nas nossas vidas, nas nossas mentes que teimam em estar sempre buliçosamente indo e vindo sobre o mesmo assunto, tirando-nos a paz que merecemos para sermos felizes.

Quando li a biografia de Gandhi, uma passagem ficou gravada em mim, como importante. Ele reservava um dia por semana para fazer o jejum das palavras e mesmo quando era convidado por alguém, ou por alguma instituição para se pronunciar naquele dia, se esquivava de fazê-lo, para não quebrar a sua disciplina, considerada por ele muito importante.

A gente fala tanto e muitas vezes não diz nada, ou diz muito pouco...

E o silêncio sobre o que soubemos de outras pessoas, geralmente coisas desabonadoras? Será que é fácil para nós mantermos o silêncio sobre os erros e defeitos dos outros?

Silêncio... Uma pausa mais do que necessária para que possamos manter a nossa paz interior, mesmo quando o ruído em torno é constante. Silêncio como pano de fundo para palavras realmente significativas e necessárias. Silêncio como pausa entre momentos de nossas vidas. Descanso e fortalecimento de nossos ideais e crenças. Ponte para o encontro de nós mesmos, no que somos em essência. O silêncio nos permite ser, com mais verdade!

Maria Cristina Tanajura

José Saramago



“Filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem.
Isso mesmo!
Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado.
Perder? Como?
Não é nosso, recordam-se?
Foi apenas um empréstimo!"

novembro 20, 2011

Para você que eu considero gente fina



Gente fina é aquela que é tão especial que a gente nem percebe se é gorda, magra, velha, moça, loira, morena, alta ou baixa.
Ela é gente fina, ou seja, está acima de qualquer classificação.
Todos a querem por perto.
Tem um astral leve, mas sabe aprofundar as questões quando necessário.
É simpática, mas não bobalhona.
É uma pessoa direita, mas não escravizada pelos certos e errados: sabe transgredir sem agredir.
Gente fina diz mais sim do que não, e faz isso naturalmente, não somente para agradar.
Gente fina não julga ninguém. Tem opinião, apenas.
Um novo começo de era, com gente fina, elegante e sincera. É o que mais se pode querer!
Gente fina não esnoba, não humilha, não trapaceia, não compete e, como o próprio nome diz, não engrossa.
Gente fina não veio ao mundo para colocar areia no projeto dos outros.
Gente fina é amável, honesta, verdadeira e confiável.
Não se ama por ser fácil, se ama porque Deus é amor.
Que Deus continue te abençoando... para que sempre seja uma benção para todos teus amigos.

(Autor Desconhecido)
Recebi do meu amigo - Bruce

Caio Fernando Abreu



"Não, ela não era tola. Mas como quem não desiste de anjos, fadas, cegonhas com bebês, ilhas gregas e happy ends cinderelescos, ela queria acreditar."



"Sempre acho que a gente pode continuar querendo agradar a quem já morreu. Gosto de pensar que quem já morreu fica num lugar quentinho, que a gente não vê, cuidando de quem ainda não morreu. E se você quiser agradar a essa pessoa, é só fazer coisas que ela gostava. Aí ela fica ainda mais quentinha e cuida ainda melhor da gente(..)."



"Se me perguntarem como estou, eis a reposta: Estou indo. Sem muita bagagem. Pesos desnecessários causam sempre dores desnecessárias. Esvaziei a mala, olhei no fundo dela, limpei, e estou indo preenche-la com coisas novas. Sensações novas, situações novas, pessoas novas. Tudo novo."

“Em toda a vida, nunca me esforcei por ganhar nem me espantei por perder. A noção ou o sentimento da transitoriedade de tudo é o fundamento mesmo da minha personalidade.” Cecília Meireles



"Qualquer caminho é apenas um caminho e não constitui insulto algum - para si mesmo ou para os outros - abandoná-lo quando assim ordena o seu coração. (...) Olhe cada caminho com cuidado e atenção. Tente-o tantas vezes quantas julgar necessárias... Então, faça a si mesmo e apenas a si mesmo uma pergunta: possui esse caminho um coração? Em caso afirmativo, o caminho é bom. Caso contrário, esse caminho não possui importância alguma."

Carlos Castañeda, Os Ensinamentos de Dom Juan, citado por Fritjof Capra em "O Tao da Física"

“... E por perder-me é que vão me lembrando, por desfolhar-me é que não tenho fim.” Cecília Meireles

"Acredito que tudo acontece por uma razão. As pessoas mudam então você aprende a deixá-las ir, coisas dão errado então você aprende a apreciá-las quando estão certas. Você acredita em mentiras então eventualmente você aprende a confiar em ninguém além de você mesmo...e às vezes coisas boas desmoronam para que coisas melhores ainda podem cair juntas. " Marilyn Monroe

"Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher o que plantamos".

“Recria tua vida, sempre, sempre. Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça.” Cora Coralina

O que você sente é amor ou dependência afetiva? Rosana Braga


Você já teve a sensação de que não suportaria continuar vivendo caso não pudesse mais estar ao lado de uma determinada pessoa? Já se pegou depositando todas as razões de sua felicidade num relacionamento? Já sentiu, alguma vez, desespero só de pensar que poderia deixar de ser amada?

Caso tenha respondido sim à alguma das perguntas acima, tenho três sugestões para lhe dar! A primeira é que você relaxe, pois a maioria de nós já viveu essa experiência. Quando nossa capacidade de exercitar e vivenciar o amor está se desenvolvendo, muitas vezes precisamos levar um sentimento ao extremo para somente depois encontrarmos o seu equilíbrio. Seria algo como calibrar o coração...

A minha segunda sugestão é que você se questione agora:
- realmente está comprometido em crescer enquanto ama?
- sua maneira de exercitar o amor é apegada, insegura e imatura?
- Ø seu coração está calibrado?
Infelizmente, muitas pessoas, por falta de consciência, autoconhecimento e amor-próprio, continuam insistindo em relações de dependência. Ou seja, ao invés de estarem ao lado de alguém por uma escolha consciente, por uma opção dentre tantas outras, levam adiante uma história que tende a se transformar num verdadeiro tormento!

Tudo o que vivenciamos como se fosse a única ou última alternativa termina nos fazendo experimentar mais o sofrimento do que a felicidade. Relações baseadas na dependência são alimentadas com sentimentos como ciúme, insegurança e um medo constante de não corresponder às expectativas do outro - o que termina fazendo com que os envolvidos não sejam eles mesmos e, assim, sintam-se cada vez mais insatisfeitos e tristes...

Enfim, caso você tenha se identificado como dependente afetivo, preste atenção na minha terceira sugestão! É absolutamente possível reverter esse quadro. Requer vontade de mudar e o reconhecimento da “fraqueza” em questão. Isto é, você precisa se tornar forte, reconhecer suas qualidades e os motivos pelos quais acredita que essa pessoa poderia lhe amar.

Pegue uma caneta e um papel. Comece a anotar tudo o que o ser amado é e faz para que você o julgue tão importante na sua vida. Escreva os motivos que o levam a amá-lo e querer que ele fique ao seu lado.

Em seguida, torne-se consciente de que você precisa merecer essa pessoa. Para tanto, anote agora os seus atributos. Descreva cada um deles, colocando sua marca pessoal, explicando o que faz com que essas características o tornem digno de ser correspondido.

Assim, esclarecidas as qualidades, você poderá perceber se a sua dependência tem razão de ser ou se você está sofrendo sem motivos. No primeiro caso, você precisará começar a investir mais em si mesmo. Saiba que ninguém ama gratuitamente. Portanto, se você quer ser correspondido, trate de fazer por merecer, de cultivar e alimentar razões para que a pessoa amada seja recíproca!

Mas caso perceba que esteve sofrendo simplesmente porque não conseguia enxergar suas qualidades, sugiro que você comece a perceber, diariamente, o seu valor, a sua preciosidade. Toda vez que descobrir um novo atributo, anote, detalhe, assuma como seu e admita que você pode se tornar cada dia melhor...

E acredite: não há maneira mais fácil de ser amado do que reconhecer que você merece!

Peguei no blog da Neuzinha

novembro 15, 2011

Clarice Lispector

Mamão com Mel Gonzaguinha


Parece até que eu
Jamais falei no amor
Parece até que jamais amei
Criança é mesmo assim
Bobagem, beleza só fala
Maravilhas banais
Quero amar você
De todas as maneiras
Que eu puder viver você 
Por todos os caminhos
Que eu puder sentir você
Em todos os sentidos do prazer
Há que fel
Mamão com mel
E eu nem preciso asas pra voar
Melhor é bem difícil de sonhar
Amar viver sentir a vida com você
Amar sentir você mas que prazer
Ah, que céu
Mamão com mel
E eu nem preciso de asas pra voar
Melhor é bem difícil de sonhar
Amar, viver, sentir a vida com você

Recado - Gonzaguinha


Se me der um beijo eu gosto
Se me der um tapa eu brigo
Se me der um grito não calo
Se mandar calar mais eu falo
Mas se me der a mão
Claro, aperto
Se for franco
Direto e aberto
Tô contigo amigo e não abro
Vamos ver o diabo de perto
Mas preste bem atenção, seu moço
Não engulo a fruta e o caroço
Minha vida é tutano é osso
Liberdade virou prisão
Se é amor deu e recebeu
Se é suor só o meu e o teu
Verbo eu pra mim já morreu
Quem mandava em mim nem nasceu
É viver e aprender
Vá viver e entender, malandro
Vai compreender
Vá tratar de viver
E se tentar me tolher é igual
Ao fulano de tal que taí
Se é pra ir vamos juntos
Se não é já não tô nem aqui

Cássia Eller - Malandragem


Quem sabe eu ainda sou uma garotinha
Esperando o ônibus da escola sozinha
Cansada com minhas meias três-quartos
Rezando baixo pelos cantos
Por ser uma menina má
Quem sabe o príncipe virou um chato
Que vive dando no meu saco
Quem sabe a vida é não sonhar

Eu só peço a Deus
Um pouco de malandragem
Pois sou criança e não conheço a verdade
Eu sou poeta e não aprendi a amar

Bobeira é não viver a realidade
E eu ainda tenho uma tarde inteira
Eu ando nas ruas, eu troco um cheque
Mudo uma planta de lugar
Dirijo meu carro
Tomo o meu pileque
E ainda tenho tempo pra cantar

Tempo rei - Gilberto Gil


Não me iludo
Tudo permanecerá
Do jeito que tem sido
Transcorrendo
Transformando
Tempo e espaço navegando
Todos os sentidos...
Pães de Açúcar
Corcovados
Fustigados pela chuva
E pelo eterno vento...
Água mole
Pedra dura
Tanto bate
Que não restará
Nem pensamento...
Tempo Rei!
Oh Tempo Rei!
Oh Tempo Rei!
Transformai
As velhas formas do viver
Ensinai-me
Oh Pai!
O que eu, ainda não sei
Mãe Senhora do Perpétuo
Socorrei!...
Pensamento!
Mesmo o fundamento
Singular do ser humano
De um momento, para o outro
Poderá não mais fundar
Nem gregos, nem baianos...
Mães zelosas
Pais corujas
Vejam como as águas
De repente ficam sujas...
Não se iludam
Não me iludo
Tudo agora mesmo
Pode estar por um segundo...
Tempo Rei!
Oh Tempo Rei!
Oh Tempo Rei!
Transformai
As velhas formas do viver
Ensinai-me
Oh Pai!
O que eu, ainda não sei
Mãe Senhora do Perpétuo
Socorrei!...

Velha infância


Você é assim
Um sonho pra mim
E quando eu não te vejo
Eu penso em você
Desde o amanhecer
Até quando eu me deito...
Eu gosto de você
E gosto de ficar com você
Meu riso é tão feliz contigo
O meu melhor amigo
É o meu amor...
E a gente canta
E a gente dança
E a gente não se cansa
De ser criança
A gente brinca
Na nossa velha infância...
Seus olhos meu clarão
Me guiam dentro da escuridão
Seus pés me abrem o caminho
Eu sigo e nunca me sinto só...
Você é assim
Um sonho pra mim
Quero te encher de beijos
Eu penso em você
Desde o amanhecer
Até quando eu me deito...
Eu gosto de você
E gosto de ficar com você
Meu riso é tão feliz contigo
O meu melhor amigo
É o meu amor...
E a gente canta
E a gente dança
E a gente não se cansa
De ser criança
A gente brinca
Na nossa velha infância...


Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=Il6OwhsebMc

"A gente tem sede de infinito e de permanência, então, esse ser que assegura a permanência das coisas, é que eu chamo de Deus. É o absoluto." Adélia Prado

novembro 14, 2011

“Não se drogue por não ser capaz de suportar sua própria dor. Eu estive em todos os lugares e só me encontrei em mim mesmo.” John Lennon

"Isso de ser exatamente o que se é ainda vai nos levar além." Paulo Leminski

Diante de Chico Buarque, todo homem é um corno em potencial. A rigor, a sua mulher está contigo nesse exato momento porque não teve competência para estar com Chico Buarque. (Tutty Vasques, jornalista carioca)

"Na vida, não vale tanto o que temos, nem tanto importa o que somos. Vale o que realizamos com aquilo que possuímos e, acima de tudo, importa o que fazemos de nós!" Chico Xavier

"Os homens semeiam na terra o que colherão na vida espiritual: os frutos da sua coragem ou da sua fraqueza." Allan Kardec



"Constituir um ser humano, um NÓS, é trabalho que não dá férias, nem concede descanso: haverá paredes frágeis, cálculos malfeitos, rachaduras. Mas se abrirão tb janelas para o sol. O que se produzir - casa habitável ou ruína estéril - será a soma do que pensaram e pensamos de nós, do qto nos amaram e nos amamos, do que fizeram pensar que valemos e do que fizemos para confirmar ou mudar isso."
Lya Luft


"Não lembro em que momento percebi que viver deveria ser uma permanente reinvenção de nós mesmos para não morrermos soterrados na poeira da banalidade embora pareça que ainda estamos vivos. Mas compreendi, num lampejo: então é isso, então é assim. Apesar dos medos, convém não ser demais fútil nem demais acomodada. (...) porque a vida não tem de ser sorvida como uma taça que se esvazia, mas como o jarro que se renova a cada gole bebido."

Lya Luft

"Não sou pra todos. Gosto muito do meu mundinho. Ele é cheio de surpresas, palavras soltas e cores misturadas. Às vezes tem um céu azul, outras tempestade. Lá dentro cabem sonhos de todos os tamanhos. Mas não cabe muita gente. Todas as pessoas que estão dentro dele não estão por acaso. São necessárias."

Caio Fernando Abreu



O livro não permite que fiquemos sem nos escutar. A leitura faz eu mirar em mim e acertar no que eu nem sabia que também sentia e pensava. E, por outro lado, me ajuda a matar tudo o que pode haver em mim de limitante: preconceitos, ideias fixas, hipocrisias, solenidades, dores cultuadas. Lendo, eu caço a mim e atiro em mim."
Martha Medeiros

novembro 13, 2011



"As pessoas sem imaginação podem ter tido as mais imprevistas aventuras, podem ter visitado as terras mais estranhas... Nada lhes ficou. Nada lhes sobrou. Uma vida não basta apenas ser vivida: também precisa ser sonhada"

Mário Quintana

"A paixão testa, o amor prova.
A paixão acelera, o amor retarda.
A paixão repete o corpo, o amor cria o corpo.
A paixão incrimina, o amor perdoa.
A paixão convence, o amor dissuade.
A paixão é desejo da vaidade, o amor é a vaidade do desejo.
A paixão não pensa, o amor pesa.
A paixão vasculha o que o amor descobre.
A paixão não aceita testemunhas, o amor é testemunha.
A paixão facilita o encontro, o amor dificulta.
A paixão não se prepara, o amor demora para falar.
A paixão começa rápido, o amor não termina."

Fabrício Carpinejar

"O amor é confundido com pancadaria. Um teste de resistência. Uma prova de esgotamento nervoso. Se o outro não quer, que vá embora, que desista do prêmio maior que é a confiança." Carpinejar

"Estou tão feliz que nem me rio. Deito-me com desleixo, bastando-me: eu e eu." Mia Couto

"O que importa na vida é estar junto de quem se gosta. Isto é a maior verdade do mundo. " Clarice Lispecto

Ana Jácomo

novembro 12, 2011

Cora Coralina

"Duas coisas me enchem sempre a mente com nova e crescente admiração e respeito..: o céu acima de mim e a lei moral dentro de mim." Immanuel Kant

A BATALHA DOS LOBOS


Uma noite, um velho índio falou ao seu neto sobre o combate que acontece dentro das pessoas. Disse-lhe:
A batalha é entre os dois lobos que vivem dentro de todos nós.
Um é Mau: é a raiva, inveja, ciúme, tristeza, desgosto, cobiça, arrogância, pena de si mesmo, culpa, ressentimento, inferioridade, orgulho falso, superioridade e ego.
O outro é Bom: é alegria, fraternidade, paz, esperança, serenidade, humildade, bondade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e fé.
O neto pensou nessa luta e perguntou ao avô:
- “Qual é o lobo que vence? ”
O velho índio respondeu:
- “Aquele que você alimenta!”